facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 27 de Maio de 2024
27 de Maio de 2024

07 de Setembro de 2010, 16h:30 - A | A

POLÍTICA /

PF inicia investigações sobre fraude nas eleições de Leverger

Gazeta



Marcos Lemos

A Polícia Federal de Mato Grosso iniciou investigações sobre suposta compra de votos na eleição municipal em Santo Antonio de Leverger (34 km de Cuiabá) ocorrida no domingo (5). A investigação se iniciou de denúncia feita à promotoria de Justiça no município e encaminhada pelo Ministério Público Estadual à PF.

Uma eleitora de Santo Antonio do Leverger denunciou ao MPE que teria recebido R$ 110, além de 50 litros de combustível para que votasse numa das coligações. O dinheiro teria sido dado em espécie e o combustível em notas de controle interno de um posto de gasolina da cidade. Ela afirma que um cabo eleitoral entregou os valores numa praça.

O dinheiro, as notas de controle interno e um CD contendo as gravações foram apreendidos e deram início ao inquérito. Não houve prisões, pois não foi configurado flagrante do crime. Agora, a PF tem até 30 dias para a conclusão das investigações. Caso se comprove a denúncia, os envolvidos estão sujeitos a penas que variam de reclusão de até 4 anos e multa.

Título - As eleições suplementares de Santo Antônio de Leverger chamou novamente a atenção do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/MT) em relação ao número de pessoas que compareceram sem o título de eleitor, apenas portando um documento com identificação visual do eleitor.

"Foram 112 eleitores que conseguiram fazer e retirar sua 2ª via do título de eleitor, o que não acontecerá em 3 de outubro, pois o último prazo para a emissão da 2ª via é até 23 de setembro e como este prazo estava em vigor, na eleição suplementar os eleitores puderam solicitar a segunda via emitida automaticamente e votaram", disse o secretário de Informática, Ailton Lopes Júnior, pontuando que as emissões dos títulos na eleição suplementar foi do juiz eleitoral da Comarca, José Arimatéia, que inclusive aceitou outros documentos como passaporte e carteira de pescador para identificar os eleitores.

O secretário de Informática lembrou que por ordem do presidente e do corregedor-eleitoral, desembargadores Rui Ramos e Márcio Vidal os Cartórios Eleitorais vão promover mutirões para recebimento dos pedidos de 2ª via dos títulos eleitorais. (Com Assessoria)

 

 


Comente esta notícia