Cuiabá, 29 de Novembro de 2022
logo

31 de Dezembro de 2016, 08h:00 - A | A

POLÍTICA / EMANUEL PREFEITO

'Fazer oposição é fácil, sentar na cadeira é diferente', avisa vereador; veja vídeo

O vereador Leonardo Oliveira, que foi candidato a vice-prefeito, na chapa adversária a Emanuel, frisou que os papéis se inverteram

RAFAEL DE SOUSA
DA REDAÇÃO



O vereador de Cuiabá, que encerra seu mandato hoje (31), Leonardo Oliveira (PSB), avalia que o prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB) - que assume o cargo neste domingo (1º) - deve tomar cuidado para não deixar o mandato com alto índice de reprovação. 

“Fazer oposição é fácil. Basta criticar. Mas na hora que sentar na cadeira é diferente”, dclarou Leonardo.

Em entrevista ao , Leonardo, que foi candidato a vice-prefeito, na chapa encabeçada por Wilson Santos (PSDB), derrotado por Emanuel no pleito de outubro, afirma que, agora, os papéis se invertem.

Emanuel sai da oposição e vira situação, ou seja, "vidraça".

“Fazer oposição é fácil. Basta criticar. Mas na hora que sentar na cadeira é diferente”, avisou o ex-líder do atual prefeito Mauro Mendes (PSB) na Câmara.

“Você está do outro lado. Tem que usar ideias novas, assegurar a contenção de gastos e, também, os secretários que entram com muita vontade de fazer [obras]. Se não tiver pulso forte acaba tendo problema com a economia do município”, alertou.

O vereador avalia que para Emanuel sair da gestão com a alto índice de popularidade, como ocorreu com Mendes, será preciso ter muita criatividade e austeridade.

 “Você está do outro lado. Tem que usar ideias novas, assegurar a contenção de gastos e, também, os secretários que entram com muita vontade de fazer [obras]. Se não tiver pulso forte acaba tendo problema com a economia do município”, alertou.

Após as polêmicas da campanha eleitoral, principalmente no segundo turno, quando houve uma "enxurrada" de processos judiciais, devido a dezenas de denúncias, Leonardo minimiza sobre o potencial político do ex adversário.

“Ele tem experiência como político, então espero que faça uma boa gestão”, afirma.

Derrota nas eleições

Leonardo Oliveira também destacou que a derrota de sua chapa - denominada “Dante de Oliveira” - ocorreu por falta de tempo e organização, devido a saída repentina de Mauro Mendes do processo eleitoral.

Ele também acredita que o desgaste do ex-prefeito Wilson Santos (PSDB) e do governador Pedro Taques (PSDB), junto aos servidores do Estado contribuiu para derrota nas urnas.

“Essa situação não é culpa do governador, mas sim dos desmandos e irresponsabilidade do Governo passado. A situação fugiu um pouco do controle e isso, com certeza, interfere. Não tenho dúvida”, destacou.

 

Clique no vídeo abaixo e veja a entrevista completa:

 

 

Comente esta notícia

Ariosvaldomt 31/12/2016

Olha esse vereador tem que pensar na vida e em vez de dalar. Ta ai desempregado e o que e pior estar do lado d Wilson piorou sua credibilidade. Vai fazer concurso publico e procurar emprego la no Ganha tempo.

willian 31/12/2016

Despeito puro...

Laura 31/12/2016

Esta com dor de cotovelo pq deixou de tentar a reeleição que tinha grande possibilidade de ganhar para ser vice de ws e se ferrou.

joseguilhermefg 31/12/2016

Acho que esse Vereador tbem foi oposicionista e tgem nadda fez. Nada pode dizer, sendo que e nada de bom. Nem tem como opinar oEstado esta uma ma gestao e catastrofe, eu se fosse ele ficaria envergonhado em falar.

4 comentários

1 de 1