Cuiabá, 01 de Dezembro de 2022
logo

29 de Novembro de 2016, 09h:13 - A | A

POLÍTICA / METAS DEMOCRATAS

DEM vai lançar Jayme para o Senado e quer Dilmar no secretariado de Taques

Em reunião da executiva estadual nesta segunda-feira (28), os líderes do Democratas debateram metas de valorização partidária e indicações de candidaturas para 2018.

DA REDAÇÃO



Em reunião da executiva regional, o Democratas anunciou nesta segunda-feira (28), que irá lançar, para o pleito de 2018, a candidatura de Jayme Campos ao Senado, e debateu a indicação do deputado Dilmar Dal’ Bosco, que é líder do Governo na Assembleia Legislativa, para ocupar uma secretaria no staff do governador Pedro Taques (PSDB).

A executiva estadual foi uníssona em afirmar que a escolha dos gestores  é de ordem exclusiva do governador e que a participação do partido na administração independe de cargos.

“O Dilmar é um homem trabalhador, conciliador e tem o perfil do líder do governo, um cargo que independe de questões partidárias. Quanto a ocupar uma secretaria eu tenho certeza de que temos homens bem preparados para fazê-lo, homens que contribuíram com o meu governo, nos quais tenho plena confiança, mas não vamos colocar uma faca no pescoço do Pedro Taques. Quando fizemos a coligação em 2014 não condicionamos nosso apoio a nenhum cargo político”, afirmou ex-senador Jayme Campos. 

As articulações do partido ocorrem a partir do fortalecimento da sigla com a reeleição da prefeita Lucimar Campos no município de Várzea Grande, segundo maior colégio eleitoral de Mato Grosso, onde ela obteve 76% dos votos válidos.

Na reunião liderada pelo presidente da legenda, deputado estadual Dilmar Dal’ Bosco, a sigla apresentou nomes que devem disputar o pleito de 2018 como: o médico Túlio Casado, da cidade de São José dos Quatro Marcos, o advogado Cândido Teles em Barra do Garças, o prefeito Walmir Moretto de  Nova Lacerda, o vereador Ari Zandoná em Água Boa, o empresário Israel Borges em Rondonópolis, além da reeleição do deputado Dilmar Dal’ Bosco.

Entre os assuntos em pauta estavam as gestões municipais conquistadas nas eleições deste ano, com destaque especial para Várzea Grande. De acordo com os dirigentes,  apesar de o partido ter reduzido o número cidades, passando de 11 nas eleições de 2012, para 8 em 2016, houve um crescimento significativo no número de eleitores, graças a conquista de  Lucimar Campos, que obteve 95.634 votos. Na totalização a legenda recebeu 236.539 votos, ficando atrás apenas do PMDB com 636.369 e do PSDB com 392.137.

“O Democratas surpreendeu nas urnas, os números são indiscutíveis. Mesmo estando há tantos anos longe do Governo Estadual nos mantivemos entre as três maiores forças políticas de Mato Grosso, à frente de partidos emergentes como PSD e PSB. Precisamos ser respeitados como a força politica que somos e ocuparmos os espaços destinados aos grandes partidos”, cobrou o ex-deputado federal Júlio Campos. 

Comente esta notícia

rocha 29/11/2016

kkkkk .....coitadosssss

1 comentários

1 de 1