facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 26 de Maio de 2024
26 de Maio de 2024

29 de Novembro de 2010, 16h:20 - A | A

POLÍTICA /

Combustíveis na mira da Sefaz, Fazendária e ANP



DA REDAÇÃO

Quinze fiscais da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz-MT) e seis delegados e investigadores da Delegacia Fazendária participaram de um curso ministrado pela Agência Nacional de Petróleo (ANP) aqui no Estado com o objetivo de garantir a qualidade do combustível ofertado em Mato Grosso.

As aulas foram realizadas durante a última semana, demonstrando como deve ser a atuação do Estado no combate a adulterações de etanol, gasolina, diesel, e ainda fraudes tributárias. A qualificação faz parte do convênio assinado entre a Sefaz e a ANP que torna o Fisco estadual o órgão fiscalizador da qualidade do combustível comercializado em Mato Grosso.

Na prática, além do aumento do efetivo de servidores habilitados a fiscalização in loco do mercado de combustíveis, o curso aumentou o poder do Estado em repreender possíveis fraudes no segmento. “A Delegacia Fazendária não possuía policiais habilitados a realizar esta verificação no estabelecimento de venda, no posto de combustível. Um novo convênio deverá ser celebrado entre a Polícia Judiciária Civil e a ANP que possibilitará uma maior apuração dos crimes contra ordem econômica e até possíveis prisões em flagrante”, comentou o fiscal de tributos Lucas Elmo Pinheiro, da Assessoria de Relações Federativas Fiscais, que mediou o curso junto a ANP.

O curso contou com aulas teóricas e práticas, incluindo a visita a dois postos de combustível no dia 25 de novembro, sendo encontrada irregularidade em um estabelecimento. O combustível vendido na bomba era ofertado por uma distribuidora diferente da bandeira do posto, o que é proibido por lei.

Comente esta notícia