Cuiabá, 31 de Janeiro de 2023
logo

02 de Janeiro de 2015, 09h:00 - A | A

POLÍCIA / INTEGRANTE DE QUADRILHA

Suspeito de matar vigilante com arma ‘cravada nos olhos’ fazia 10 assaltos por dia, diz delegado

Delegado da Derf disse que os criminosos aproveitavam que as vítimas, pilotando motos ou dirigindo carros, reduziam a velocidade para passar em uma lombada, na via, para rendê-los. crimes ocorriam sempre no início da manhã.

JOÃO RIBEIRO
DA REDAÇÃO



Igor Leite de Campos, de 18 anos, suspeito de ter matado o vigilante e mototaxista Evaldo da Silva, que teve uma espingarda de cano cerrado cravada nos olhos, confessou ser integrante de uma quadrilha que realizava ao menos 10 assaltos, no mesmo local onde a vítima foi rendida, no bairro Jardim Esmeralda, região periférica de Várzea Grande, no dia 28 de dezembro.

Divulgação 4 BPM

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

bandido

Igor foi preso suspeito de ter matado o vigilante.

Ao RepórterMT, o delegado Rodrigo Azem, da Delegacia de Roubos e Furtos (Derf), de Várzea Grande, disse que os criminosos aproveitavam que as vítimas, pilotando motos ou dirigindo carros, reduziam a velocidade para passar em uma lombada, na via, para rendê-los. “Ele (Igor) nos disse que o bando agia com auxilio de comparsas, e sempre no início da manhã, mesmo período que o vigilante Evaldo, foi atacado e morto”, explicou.

De acordo com Rodrigo, no interrogatório, Igor ‘entregou’ a identidade do homem que teria sido o comparsa dele na morte do vigilante. “Já estamos em diligências para tentar prender esse suspeito, que não pode ter o nome divulgado para não atrapalhar a futura prisão. A nossa intenção também é desarticular a quadrilha, prendendo todos os integrantes”, destacou.

Sobre a prisão de Igor, um dia após o assassinato, Rodrigo informou que a detenção foi feita pelo 4º Batalhão da Polícia Militar.  “Os policiais receberam a denúncia da ex-mulher dele (suspeito), de que Igor estaria envolvido no crime e se escondia em uma casa no bairro Mapim, em Várzea Grande. Com isso, os PM’s foram até o local e o prenderam”, falou.

Na residência onde Igor estava foi apreendido vários produtos roubados, além de uma balaclava, usada para tampar o rosto.

Levado à Delegacia, ele foi reconhecido por ao menos duas vítimas. “Com esse material (balaclava), certamente o suspeito a usou para cometer outros roubos e por isso, não pôde ser reconhecido pelas prováveis vítimas”, destacou.

O CRIME

Na manhã de domingo (28), Evaldo foi rendido por dois homens que anunciaram o assalto. No entanto, a vítima foi baleada ao tentar reagir. Os bandidos ainda cravaram a espingarda no rosto do mototaxista.  

Mesmo ferido, ele trafegou na moto por alguns metros pedindo socorro. Testemunhas o ajudaram, colocando-o em uma cadeira, para aguardar os primeiros socorros do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). Porém a vítima morreu instante depois.

Comente esta notícia

Flavio Freire 02/01/2015

A Policia de MT realmente é muito fraca. Como uma quadrilha de "nóias" consegue fazer 10 assaltos por dia e não consegue ser identificada e presa, por tanto tempo ?!! Aliás, outro erro: informaram a fonte da denúncia. A coitada pode fugir, pois com certeza o Judiciário logo colocará esse bandido na rua, e ele buscará vingança contra ela.

GH 02/01/2015

Prissão é pouco para esse demonio

Raul Pontes de Miranda 02/01/2015

E essa policinha de ME... ainda prende um vagabundo desse?

3 comentários

1 de 1