Cuiabá, 02 de Outubro de 2022
logo

21 de Novembro de 2013, 20h:35 - A | A

POLÍCIA / ESQUEMA DAS FACTORINGS

Socialite pede proteção da PF por supostas ameaças do ex-marido

Kharina Nogueira é uma das testemunhas nas investigações da Operação Ararath

MIRO FERRAZ
DA REDAÇÃO



A socialite Kharina Nogueira pediu proteção na tarde desta quinta-feira (21) da Polícia Federal. Ela alega que recebeu ameaças veladas de morte, que teriam partido do ex-marido, o empresário do ramo de factorings, Gércio Mendonça Jr, que é investigado pela Operação Ararath, desencadeada pela PF no último dia 12. Mendonça é acusado de compor um esquema de agiotagem e lavagem de dinheiro, que envolveria, segundo Kharina, ligação também com um suposto cartel dos combustíveis.

kharina é uma das testemunhas da PF, contra o ex-marido, que é conhecido como Júnior Mendonça. A colunista prestou depoimento na PF sobre as atividades, supostamente, ilegais do ex-marido. Segundo Kharina,  Mendonça também estaria envolvido com a compra de sentenças.

A ex-mulher do investigado disse que recebeu 'avisos' de terceiros. "Você sabe que ele tem costas quentes, não tem medo disso?”, revelou. kharina trabalha como colunista social e disse que teme ser uma espécie de 'queima de arquivo'.  O advogado de Mendonça, Maurício Aude, que também preside a OAB-MT, negou que seu cliente tenha qualquer vínculo com as supostas ameaças sofridas por Kharina.

A Operação Ararath desencadeada pela PF cumpriu 11 mandados de busca e apreensão e tenta desbaratar uma quadrilha que usa factorings como empresas de fachada para lavagem de dinheiro. No dia 12 os federais deram buscas, inclusive na luxuosa cobertua do empresário, em um dos prédios mais caros da Capital. Segundo denúncia, os supostos esquemas envolveriam a Rede Amazônia Petróleo. Mendonça é um dos donos da revenda de combustíveis e era sócio Globo Fomento Mercanti. A factoring teria sido usada, segundo a PF, como empresa de fachada para negócios criminosos. Até agora, a PF conseguiu rastrear transações no valor de R$ 500 milhões. (Com informações do Olhar Direto).

Comente esta notícia