Cuiabá, 20 de Agosto de 2022
logo

29 de Dezembro de 2017, 15h:28 - A | A

POLÍCIA / VEJA O VÍDEO

Presos filmam churrasco feito dentro da Penitenciária Central

No vídeo é possível notar que o churrasco é regado a bebidas alcoólicas e embalado pelo som de pagode. O presidente disse que não sabe como estes itens entraram no presídio.

CAMILA PAULINO
DA REDAÇÃO



Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o momento em que presos fazem churrasco dentro do Raio 5 da Penitenciária Central do Estado (PCE), em Cuiabá. As imagens possivelmente foram gravadas no último final de semana.

"É permitida entrada de ventilador, aparelho de som, mas a carne, a bebida e os demais objetos usados, como o grill, a gente ainda vai investigar", falou o presidente do Sindspen, João Batista.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado (Sindspen), João Batista, os agentes ainda não identificaram quem são os presos envolvidos na situação e nem como os itens utilizados no almoço entraram na PCE, que é a maior unidade prisional de Mato Grosso, onde ficam os presos de maior periculosidade.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

“Ainda não identificamos os presos, mas já sabemos que foi no Raio 5. Porém, ainda estamos identificando os participantes deste ato”, explicou João Batista ao

O presidente do Sindspen disse que os agentes vão fazer uma revista minuciosa na unidade para localizar os aparelhos celulares usados pelos presos, que possivelmente têm acesso à internet, já que publicaram o vídeo.

Além disso, os agentes vão identificar os envolvidos e abrir um Processo Administrativo Disciplinar (PAD) contra os presos para ser reavaliada o tempo da pena, conforme informação de João Batista.

"Existe um processo administrativo que é feito contra o preso e, se ele quiser, pode indicar um advogado para participar da comissão que vai investigar o caso. Depois é passado o processo para o juiz julgar o caso", disse Batista.

No vídeo é possível notar que o churrasco é regado a bebidas alcoólicas  e embalado pelo som de pagode. O presidente disse que não sabe como estes itens entraram no presídio.

"É permitida entrada de ventilador, aparelho de som, mas a carne, a bebida e os demais objetos usados, como o grill, a gente ainda vai investigar", falou Batista.

Por meio de nota, a Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) disse que antes do Natal, os agentes fizeram uma busca minusciosa, quando foram apreendidos bebidas artesanais, drogas, celulares, chips de celulares, carregadores e outros.

Assim como fizeram presidiárias da Penitenciária Ana Maria do Couto May, em novembro deste ano, alguns presos também fazem o sinal "CV", que representa membros da facção criminosa Comando Vermelho.

Nesta quinta-feira (28), a Polícia Judiciária Civil (PJC) descobriu um túnel que estava sendo cavado em uma residência próxima à PCE.

O túnel de 2,5 metros de largura e quase 4 metros de comprimento ligaria a casa à unidade prisional.

 

Veja a nota da Sejudh na íntegra

A Secretaria de Justiça e Direitos Humanos esclarece que o vídeo em questão será analisado pelo setor de inteligência do Sistema Penitenciário para identificar os presos que aparecem nele. Um procedimento disciplinar interno será aberto pela Sejudh contra os presos.

O vídeo não é do período do natal, pois antes disso foi realizada pelos agentes penitenciários uma revista geral nos raios e retirados todos os produtos ilícitos como bebidas artesanais, drogas, celulares, chips de celulares e carregadores.

 

Veja o vídeo

Comente esta notícia

Flavio 29/12/2017

Quando a bandidagem nao está solta, está comandando crimes de dentro da cadeia. Aí o governador vai responder dizendo:"vou fazer concurso para Polícia". Como se segurança pública se resumisse somente a quantidade de policiais. Nesse caso, é pura falta de atitude e profissionalismo de servidores, diretor, secretário e do governador. Como presos fazem churrasco e ninguém vê ou escuta ?!! Como não ficam com vergonha? ! Eu pediria exoneração na hora.

willian 29/12/2017

Infelizmente, esse é o retrato do Brasil. Bandidos comendo muito melhor que muitos pais de família, que trabalham de sol a sol. E deixa, a defensoria, vai dizer que nada disso aconteceu. Para isso que são pagos salários exorbitantes para esses defensores.

2 comentários

1 de 1