Cuiabá, 06 de Outubro de 2022
logo

13 de Dezembro de 2013, 09h:50 - A | A

POLÍCIA / ASSALTO A MERCADO

Acusado de matar segurança com tiro na cabeça é preso

‘Pixuca’ roubou um carro em Lucas do Rio Verde, mas foi preso em Nova Mutum, com documentos falsos. Criminoso pintou cabelos de loiro para não ser reconhecido.

JOÃO RIBEIRO
DA REDAÇÃO



A Polícia Militar prendeu Wellington Borges Conceição, também conhecido como ‘Pixuca’, de 19 anos, acusado de ter matado o segurança Azis Sebastião Pedroso, de 45 anos, durante um assalto no mercado Moriá, no bairro Jardim Itororó, em Várzea Grande. Ele foi preso na noite desta quarta-feira (11), no município de Nova Mutum.

Segundo informações da PM, ele teria roubado um carro em Lucas do Rio Verde (340 km de Cuiabá), mas foi preso com documentos falsos, durante uma abordagem policial, em Nova Mutum. Para não ser reconhecido Pixuca pintou os cabelos de loiro.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

“Ele deve ser encaminhado à Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Várzea Grande, onde será interrogado pelo delegado, Francisco Kunze, responsável pelas investigações do crime”, explicou um policial militar.

Em 2010, quando era menor de idade, ‘Pixuca’ foi preso após roubar e matar uma vítima. A Polícia ainda tenta encontrar o outro bandido, que participou do roubo no mercado.

O CRIME

O assalto ocorreu no dia 24 de novembro. Pixuca e o comparsa anunciaram o roubo quando simularam estar comprando um produto no mercado. Um dos bandidos rendeu o segurança e o outro iniciou o roubo aos caixas e aos clientes.

Após roubar os clientes e o dinheiro do mercado, o segurança foi obrigado por Wellington a se deitar no chão. Mesmo sem esboçar nenhuma reação, a vítima foi morta com vários tiros. Após o crime os dois bandidos fugiram em uma moto.

Uma das armas utilizadas foi encontrada em terreno baldio próximo ao supermercado. A arma calibre 44 estava sem munições. A moto utilizada para chegar e a sair do local também foi encontrada abandonada. A morte foi toda gravada pelas câmeras do circuito interno de TV do mercado. (veja AQUI).

MAIS MORTES

Na última segunda-feira (09), o segurança da loja City Lar, Adalto Silva Santos, foi morto com um tiro, em uma tentativa de roubo. O estabelecimento fica na Avenida Governador Júlio Campos, no bairro Jardim Glória, em Várzea Grande.

Segundo a Polícia Militar, os funcionários estavam começando o expediente, quando o vigia percebeu que um ‘cliente’ estava armado. Ao tentar abordá-lo o homem sacou a arma e começou a atirar. O vigia chegou de trocar tiros com o bandido, mas foi atingido.

Ferido, Adalto foi levado ao Pronto Socorro de Várzea Grande, por uma guarnição da Polícia Ambiental que passava pelo local, mas morreu durante o atendimento médico.

Já o assaltante fugiu em uma moto Honda CG 125 cc, junto com outro comparsa. Eles abandonaram a motocicleta na região da loja. 

BALANÇO SANGRENTO

Com esses homicídios Várzea Grande já soma 134 assassinatos no ano. Neste mês a cidade registrou 11 mortes. A maioria das vítimas estavam envolvidos com a criminalidade.

Comente esta notícia

Jose Ribamar 13/12/2013

E agora bandidinho, vai dar tiro na nuca de quem?????? Os covardes quando tem um canhão na mão se acha, se acha no direito de matar sem piedade como se foce imortal, caras como estes tem que ir para cadeia para ter tempo para refletir, porque quando sair ira receber chumbo também, VAGABUNDO

1 comentários

1 de 1