Cuiabá, 02 de Fevereiro de 2023
logo

27 de Dezembro de 2014, 08h:49 - A | A

OPINIÃO / LUIZ HENRIQUE LIMA

Boa sorte

O cenário que se descortina não é dos mais amenos, particularmente no campo macroeconômico



Há poucos dias presenciei a cerimônia de diplomação dos candidatos eleitos em Mato Grosso nas eleições de 2014: governador e vice, senador, deputados federais e estaduais e respectivos suplentes. A solenidade concluiu o processo eleitoral de 2014. Daqui a uma semana teremos a posse do governador Pedro Taques e do vice Carlos Fávaro, bem como da presidente Dilma Roussef, e em fevereiro a dos parlamentares federais e estaduais.

Cumprimento todos os diplomados pela vitória alcançada. Quem já teve a oportunidade de participar de uma eleição sabe como é difícil a disputa por cada voto e como o processo eleitoral é desgastante para os candidatos, tanto sob o aspecto físico, como o emocional. Ser merecedor da confiança popular pelo sufrágio democrático é árdua conquista, digna de respeito e admiração. Parabéns aos que se reelegeram, vendo confirmada a aprovação de seu trabalho.

Parabéns aos que conquistaram seu primeiro mandato e assumem bafejados pela esperança de renovação autêntica. Na oportunidade, cumprimento também os candidatos que não foram bem sucedidos, mas que trouxeram valiosa contribuição aos debates acerca dos problemas e soluções para Mato Grosso e para o Brasil.

Merece elogio a Justiça Eleitoral mato-grossense. Não é tarefa simples organizar um pleito em território com as dimensões continentais de nosso estado. No entanto, as eleições transcorreram em clima de tranquilidade, sem ocorrências significativas de violação das regras legais. Parabéns aos juízes, funcionários, advogados, policiais, mesários e voluntários cujo esforço conjunto propiciou o exercício da soberania popular. De modo geral, os veículos de comunicação cumpriram o seu papel e alimentaram a cidadania com informações e opiniões.

Apesar do acirramento de alguns debates, creio que a democracia brasileira foi vitoriosa e saiu mais revigorada dessa nova experiência. A democracia é um processo de aprendizado coletivo e um exercício de tolerância e respeito para com as opiniões e opções das quais discordamos. Somente praticando-a é que podemos aprimorá-la.

Agora, outro desafio se apresenta, que é o bom exercício dos mandatos conquistados. Fidelidade aos compromissos assumidos, ética nas atitudes, coerência nas decisões, humildade para ouvir e disposição para trabalhar são, entre outras, características que gostaríamos de aplaudir em todos os nossos governantes e legisladores.

O cenário que se descortina não é dos mais amenos, particularmente no campo macroeconômico e na gerência das contas públicas. Os indicadores de políticas públicas são sofríveis, revelando a má qualidade na prestação de serviços de saúde, segurança e educação. Os novos mandatários serão testados desde o primeiro dia. Por isso, desejo-lhes boa sorte!

Boa sorte aos que estão assumindo o Poder Executivo nas esferas federal e estadual. Boa sorte aos senadores e deputados federais e estaduais que iniciam nova legislatura. Boa sorte a todos nós, povo brasileiro, que neles depositamos nossa confiança! Que Deus abençoe o Brasil e Mato Grosso e nos conceda um 2015 com saúde, paz e realizações!

LUIZ HENRIQUE LIMA é conselheiro substituto do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso (TCE-MT).

>>> Siga a gente no Twitter e fique bem informado

Comente esta notícia