Cuiabá, 01 de Dezembro de 2022
logo

17 de Novembro de 2016, 09h:20 - A | A

GERAL / EM SORRISO

Trabalhador morre soterrado em obra de água e esgoto

O operário Renê Vilhalba de Lima trabalhava na escavação de uma vala, para a construção de uma galeria de águas pluviais, quando houve o desmoronamento de terra.

CELLY SILVA
DA REDAÇÃO



Um acidente de trabalho culminou na morte do operário Renê Vilhalba de Lima, 61, na tarde dessa quarta-feira (16), em Sorriso (398 Km de Cuiabá).

De acordo com a imprensa local, um grupo de operários de uma empresa terceirizada, que prestava serviço à concessionária Águas de Sorriso, que administra o serviço de água e esgoto no município, estava escavando uma vala na rua Dona Benta, bairro Jardim Amazônia, onde seria construída uma galeria de águas pluviais, quando houve um desmoronamento de terra e pedras em uma das laterais e Renê ficou soterrado.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

O Corpo de Bombeiros foi acionado para fazer o resgate do trabalhador, que foi retirado do buraco e encaminhado inconsciente ao Hospital Regional. Mas a vítima não resistiu aos ferimentos e faleceu pouco depois de chegar à unidade de saúde.

Durante o resgate, os bombeiros tentaram reanimá-lo, por diversas vezes, por meio de massagem cardíaca.

Outro lado

Por meio de nota, a empresa Águas de Sorriso disse lamentar profundamente o falecimento de Renê Vilhalva de Lima. Confira a nota na íntegra:

A Águas de Sorriso lamenta profundamente o falecimento de Renê Zilhalva de Lima, operário de uma empresa terceirizada que executa obras de implantação da rede de esgoto da concessionária no bairro Jardim Amazônia.

Adotando elevados padrões de segurança em suas atividades, a Águas de Sorriso informa que abrirá um processo interno para avaliar as causas do acidente. No momento do acidente todos os trabalhadores, que passam por constantes treinamentos, estavam utilizando equipamentos de proteção individual.

A concessionária reforça ainda que prestará toda assistência aos familiares.

Álbum de fotos

Rafael Souza

Rafael Souza

Comente esta notícia

Mayara 17/11/2016

Não adianta só usar EPI. Deve investigar se a vala estava devidamente escorada como manda a norma. Pela foto não dá prá ver escoramento. Isso deve ter causado o acidente fatal.

1 comentários

1 de 1