Cuiabá, 09 de Agosto de 2022
logo

09 de Dezembro de 2017, 08h:56 - A | A

GERAL / SALVOU EMPRESÁRIA

Policial baleado na cabeça recupera movimentos e trata inflamação

O investigador Sidney Ribeiro dos Santos foi baleado na cabeça, durante ação de resgate da empresária sequestrada Milene Eubank, em novembro.

RAUL BRADOCK
DA REDAÇÃO



Baleado na cabeça, durante ação de resgate da empresária Milene Eubank, no dia 17 de novembro, o policial civil, Sidney Ribeiro dos Santos tem demonstrado boa recuperação de seus movimentos.

O policial tem submetido a sessões de fisioterapia e os médicos do Hospital São Benedito controlaram inflamações no rim e pulmão do investigador..

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

>>> Receba notícias no Telegram e fique bem informado

O delegado Vitor Hugo, da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos Automotores (DERF-VA), disse ao que a melhora de Sidney é gradativa.

“Ele está bem. Segue na UTI porque o caso dele é muito delicado. Teve uma inflamação no rim e no pulmão, mas já sarou. Ele está se recuperando na UTI, fazendo fisioterapia. Não está mais sedado e está bem”, conta.

Sidney passou 10 dias em coma. Desde o último domingo (26), ele já consegue falar e movimentar, parcialmente, braços e pernas.

O delegado disse que os médicos não informaram se o investigador ficará com alguma sequela, porém, ele afirma que todos na delegacia estão esperançosos pela melhora.

“Ele não está andando, mas está movimentando. Os médicos não dão diagnóstico, dizendo que o caso ainda é muito precoce, porque ainda há uma lesão e está um pouco inflamado. Estamos esperançosos de que vai dar tudo certo. Estamos com a esperança de que ele volte para a delegacia. A saúde dele está evoluindo gradativamente”, observa.

O sequestro

A empresária Milene Eubank foi sequestrada na tarde de 17 de novembro, em frente ao Colégio Maxi, no bairro Quilombo, região nobre de Cuiabá. Durante a ação de resgate, na madrugada do dia seguinte, houve troca de tiros e o investigador foi baleado na cabeça.

No mesmo dia, Sidney deu entrada no Pronto-Socorro onde passou por uma neurocirurgia para a retirada de um projétil que atingiu o rosto do investigador e ficou alojado na cervical.

Ele ficou em coma por dez dias, passou por cirurgia e está internado no Hospital São Benedito, em Cuiabá. 

Leia mais

Policial baleado no rosto sai do coma e já consegue falar e se movimentar

Bandido que deixou policial em coma já havia matado duas pessoas

Polícia estoura cativeiro e liberta empresária sequestrada; policial é baleado na cabeça

Comente esta notícia