Cuiabá, 27 de Novembro de 2022
logo

14 de Dezembro de 2016, 09h:23 - A | A

GERAL / EM FAZENDA

Piloto morre carbonizado após avião agrícola cair e pegar fogo

Testemunhas disseram que o avião seguia em via reta, quando "caiu de bico" e, logo depois, pegou fogo, em Primavera do Leste

CELLY SILVA
DA REDAÇÃO



O piloto Rogério Moreira morreu, nesta terça-feira (13), no município de Primavera do Leste (244 Km de Cuiabá), após o avião agrícola em que ele trabalhava na pulverização de uma lavoura cair e pegar fogo. O acidente ocorreu na Fazenda Caimbé, a cerca de 80 Km da cidade.

Testemunhas informaram ao site Clique F5 que o piloto estava seguindo em uma linha reta quando “caiu de bico” no chão, ficando com a parte da frente da eronave afundada no solo.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Algumas pessoas tentaram retirar Rogério do avião, mas as portas estavam travadas e, logo em seguida, a aeronave pegou fogo. O piloto morreu carbonizado.

A tragédia ocorreu por volta das 17h, mas o corpo só foi retirado pelo Instituto Médico Legal (IML) às 21h30, após o trabalho das equipes da Polícia Civil e da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec).

O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) deve encaminhar uma equipe ao município para apurar as causas do acidente.

Por conta do estado de carbonização do corpo, a identificação do piloto ficou prejudicada, atrasando a liberação para o velório, que estava previsto para começar na madrugada desta quarta-feira (14).

Foi colhida amostra de material genético, que foi enviado a Cuiabá para exame de DNA. Por volta das 9 horas desta quarta-feira, o IML liberou o corpo. O velório deve começar no início da tarde, na Funerária Santa Rita, em Primavera do Leste. 

O acidente causou espanto pois a aeronave, de modelo Air Tractor, passava por revisões periódicas acompanhadas pelo próprio piloto, que era experiente e estava em sua 13ª safra.

A estranheza também foi causada pelo fato de que o tempo estava bom para o trabalho, o céu estava “limpo” e Rogério havia aguardado toda a manhã, quando o tempo estava fechado, para poder trabalhar.

Álbum de fotos

Reprodução

Reprodução

Comente esta notícia