Cuiabá, 01 de Outubro de 2022
logo

12 de Agosto de 2022, 17h:47 - A | A

GERAL / VEJA O VÍDEO

Fala homofóbica em rodeio de MT viraliza: "Tristeza é ter filho veado e não poder matar"

O discurso de intolerância aconteceu na Expolândia 2022, no município de Marcelância (a 710 km de Cuiabá), nessa quinta-feira (11).

LEANDRO MAIA
DO REPÓRTER MT



Uma fala considerada homofóbica, durante a interação de um locutor de rodeio com um animador, caracterizado com máscara, chapéu, sobretudo e uma espingarda em mãos, repercutiu negativamente nas redes sociais. O discurso de intolerância aconteceu na Expolândia 2022, no município de Marcelância (a 710 km de Cuiabá), nessa quinta-feira (11).

Os dois estavam no centro da arena, com o objetivo de entreter o público, quando o homem pergunta para o apresentador se ele saberia dizer "qual a maior alegria e a maior tristeza de um caçador?". O locutor, sem saber o que responder, devolveu a pergunta.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Foi quando o animador disse que a maior alegria de um caçador "é matar uma onça, tirar o couro e estender na sala de sua casa". Na sequência, o locutor perguntou, então, "qual seria a maior tristeza?".  O homem respondeu: "A maior tristeza de um caçador é ter um filho veado em casa e não poder matar"

No vídeo, que circula nas redes sociais, é possível ver que o locutor dá risada da resposta, equanto a plateia não se manifesta. Como prova de um roteiro ensaiado, uma pessoa, fantasiada de veado, também aperece nas imagens.

Muitas pessoas se manisfestaram nas redes sociais e lamentaram as cenas de desrespeito com a orientação sexual. Além disso, a fala também faz apologia à matança de aminais silvestres, como a onça pintada, ameaçada de extinção.

Veja o vídeo:  

Comente esta notícia