facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 17 de Julho de 2024
17 de Julho de 2024

26 de Outubro de 2017, 17h:28 - A | A

GERAL / DÍVIDA DE R$ 6 MILHÕES

Emanuel não paga e empresa paralisa limpeza em UPAs de Cuiabá

A empresa Luppa é responsável pela coleta do Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá (PSMC), das Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) dos bairros Morada do Ouro e Pascoal Ramos, além das policlínicas do Planalto, Verdão e Coxipó.

CAMILA PAULINO
DA REDAÇÃO



Lixos e resíduos se acumulam em unidades de saúde da Capital, após a empresa Luppa Administrativa de Serviços suspender, desde o início da semana, o serviço de limpeza e coleta alegando falta de pagamento por parte da Prefeitura. De acordo com a empresa, o Executivo municipal não repassa o pagamento desde maio, totalizando um montente de R$ 6 milhões.

A Prefeitura emitiu nota dizendo que rescindiu o contrato com a Luppa nesta quinta-feira (26) e já contratou emergencialmente outra empresa para realizar os serviços. O Executivo alega que a Luppa abandonou os serviços de maneira ilegal.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

A empresa Luppa é responsável pela coleta do Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá (PSMC), das Unidades de Pronto-Atendimento (UPA’s) dos bairros Morada do Ouro e Pascoal Ramos, além das policlínicas do Planalto, Verdão e Coxipó.

Devido à falta de condições de higiene e limpeza, alguns profissionais que atuam nas unidades de saúde ameaçam paralisar o atendimento.

Os profissionais também reclamam da falta de materiais de trabalho, como seringa, luvas, soro e gaze.

Atendimento ao PSMC

A Luppa mantém o atendimento do Pronto-Socorro, mas já alertou que caso não receba o pagamento até sexta-feira (27), a empresa também irá supender o atendimento da unidade.

Leia a nota da Prefeitura na íntegra

"A Secretaria Municipal de Saúde contratou uma nova empresa para realizar os serviços de limpeza nas UPAs e Policlínicas. Os serviços já começaram a ser reestabelecidos. 

A Secretaria informa que rescindiu na manhã desta quinta-feira (26) o contrato de limpeza com a empresa Luppa Administradora de serviços e representações comerciais LTDA. A referida empresa abandonou no dia de ontem, ilegalmente, os serviços de limpeza das unidades de saúde do município.

Mesmo com o atraso no recebimento de recursos estaduais, a Secretaria tem buscado uma agenda de acordos junto aos fornecedores e prestadores de serviço, com o objetivo de chegar a uma alternativa de regularização e manutenção dos serviços, evitando prejudicar o atendimento os usuários do Sistema Único de saúde de Cuiabá."

Álbum de fotos

Repórter MT/Divulgação

Comente esta notícia

iracildo 27/10/2017

Não estou defendendo a empresa, mas antes de rescindir o contrato com a mesma, o prefeito deveria pagar o que deve. Contratou outra emergencial e será que fará a mesma coisa? Vai dar calote também nessa?

positivo
0
negativo
0

PEPEKA 27/10/2017

O que a população tem que ver é que o incompetente do "governador Pedroca Táxi" está gastando dinheiro do município e não efetua os repasses!!!! Isso é apropriação indébita e pedalada fiscal!!! Onde os covardes do Ministério Público estadual estão se escondendo que não vêm isso?????? Os deputados então nem se fala, quase todos no bolso do ditadorzinho de meia tijela

positivo
0
negativo
0

Fernando 27/10/2017

Mas não é o que a maioria do povo escolheu? Temos o governo que merecemos!

positivo
0
negativo
0

Carlos Nunes 26/10/2017

Puxa vida! Esse lixo acumulado nas UPA's, Pronto Socorro, Policlínicas, etc, podem dar uma baita "infecção hospitalar", ou coisa do gênero. Então, antes de entrar em qualquer uma delas, é bom o paciente rezar muito pro Anjo da Guarda, pois pode entrar com uma doencinha e sair com uma doençona. Vote! Saúde pela hora da morte, amém.

positivo
0
negativo
0

Thiago 26/10/2017

Fez tanto blá, blá, blá em campanha política e agora que ganhou está mostrando quem realmente é.

positivo
0
negativo
0

5 comentários

1 de 1