Cuiabá, 05 de Outubro de 2022
logo

05 de Dezembro de 2013, 17h:50 - A | A

CIDADES / GOLPE DA \'CIRURGIA\'

Homem usa foto de menina morta para pedir esmola em Cuiabá e revolta mãe de jovem

A foto é da adolescente Kennya Foscarini Alves, de 17 anos, que morreu após ser atropelada na porta da Escola Estadual Pascoal Ramos, no ano passado

ALINE FRANCISCO
DA REDAÇÃO



A revolta fez com que uma mãe buscasse a Redação do RepórterMT para denunciar o uso indevido de uma foto da sua filha, que morreu após ser atropelada em Cuiabá.

A adolescente é Kennya Foscarini Alves, de 17 anos, que foi atropelada por um motorista embriagado em abril de 2012 em frente da Escola Estadual Pascoal Ramos. Segundo a mãe da menina um homem está usando a foto para pedir dinheiro pela cidade, dizendo que é para tratamento da filha, que estaria internada.
 

reprodução

Marlene Foscarini, mãe da adolescente

Marlene Foscarini diz que o golpista circula nos ônibus e pede ajuda para procedimento cirúrgico na 'filha'.  “Muita gente cai nesta história. É chocante ver a foto da minha filha com o rosto cortado, e isso sensibiliza qualquer pessoa. Mas isso não é certo. Estão usando de má fé, abusando da boa vontade das pessoas”.

Marlene explicou que a situação foi flagrada pela mãe de uma funcionária da escola onde Kennya estudava. A funcionária avisou a irmã mais nova da garota. “Ela  viu a situação na terça-feira (03), mas isso não quer dizer que tenha começado na terça; essa pessoa deve estar usando [a foto] já faz tempo”.

Angustiada, a mãe publicou a história na rede social e já teve centenas de compartilhamentos. Em um deles, a internauta descreve o homem como sendo um senhor com aparência humilde, pele branca, mas com manchas de sol e mostra a imagem dizendo que é o pai da menina. “Sei que apenas com esses detalhes é complicado localizar, mas a abordagem é a mesma. Ele entra no ônibus e conta toda uma história, aí mostra a foto da minha filha [como se fosse dele] e pede dinheiro para as pessoas", conta.

Foscarini foi ao Cisc Planalto denunciar a situação, mas não foi atendida para que fosse confeccionado o Boletim de Ocorrência (B.O). “Passei a tarde toda tentando fazer o B.O., mas não consegui. Hoje  (quinta 05) vou novamente. Quero ver esse cara preso. Vou buscar a descrição desse homem para tentar localizá-lo mas, por enquanto, continuo contanto apenas com a ajuda das pessoas”.


DOR SEM REPARO

Marlene informou que o acusado de ter atropelado a adolescente, Frank Rademak Almeida Silva, de 36 anos, continua foragido. “Ele foi preso, mas libertado. Agora continua foragido. Todas as formas de intimação já foram usadas, mas até o momento nada. O Tribunal de Justiça vai entrar em recesso e vou ficar praticamente dois meses sem resposta; esse vai ser mais um Natal sem a minha filha. Mas para ele, mesmo foragido, vai ser só festa”, desabafou..

reprodução/ Facebook

Foto usada pelo homem dentro dos ônibus de Cuiabá


O CASO


Kennya Foscarini Alves, de 17 anos, estava na frente da Escola Estadual Pascoal Ramos, no dia 15 de abril de 2012, com mais um estudante, quando o veículo desgovernado invadiu a calçada e a atropelou, atingindo ainda um garoto de 13 anos. O menino sofreu ferimentos leves.

Já Kennya recebeu mais de 20 pontos no rosto, fraturas nos dois braços e na bacia e passou 20 dias na UTI do PS. Ela morreu no dia 05 de maio.

Frank Rademak não possuia Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e passou na frente da escola em alta velocidade. Ele foi preso em flagrante e apresentava sinais de embriaguez.



Comente esta notícia