Cuiabá, 02 de Julho de 2022
logo

Domingo, 06 de Novembro de 2011, 09h:25 - A | A

SAÚDE EM RISCO

De cada 3 cuiabanos adultos 1 é hipertenso, revela pesquisa

Dados revelaram aumento de 58% nos casos de hipertensão em Cuiabá nos últimos sete anos

INARA FONSECA

Uma pesquisa realizada por Fábio Liberali, especialista em Saúde Coletiva pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), revelou o aumento de 58% nos casos de hipertensão em Cuiabá nos últimos sete anos. De acordo com Fábio Liberali, para cada três cuiabanos um é hipertenso.

“A pressão alta é mais prevalente na população adulta, sendo que 33,4% possuem a doença. É uma das doenças mais prevalentes que existe na população”, afirmou o estudioso.

O trabalho desenvolvido por Fábio Liberali começou no ano de 2003. Ainda na graduação, o pesquisador visitou 1.699 domicílios na Capital. Na ocasião, foi constatado que em 33% dos lares havia casos de hipertensão. Para sua dissertação de mestrado, Fábio Liberali retornou nas mesmas casas pesquisadas e verificou um fato preocupante: 58% dos entrevistados há sete ano que possuíam pressão normal haviam se tornado hipertensos.

De acordo com o especialista, além do avanço da idade, a hipertensão está relacionada com estilo de vida da pessoa. Entre os vilões que podem levar ao desenvolvimento da doença estão: o cafezinho do dia a dia, o sedentarismo, o excesso de sal, o cigarro, o álcool, o stress e a obesidade.

“Sobre o café é preciso realizar mais estudos, mas a bebida estava presente na rotina de todos os entrevistados diagnosticados com hipertensão”, explicou Fábio Liberali.

Para evitar a doença, o estudioso recomenda a prática de exercícios físicos durante, pelo menos, 30 minutos ao dia. Segundo Liberali, atividades físicas regulares são fundamentais para o combate da pressão alta, especialmente evitar sobrepeso ou obesidade.

“Não precisam ser 30 minutos de exercícios contínuos, mas durante todo o dia. Atualmente 79% dos cuiabanos têm sobrepeso ou obesidade, fator que contribui para o aparecimento da doença”, disse o pesquisador.

A hipertensão pode causar infartos e derrames. A doença é diagnosticada através de medição da pressão arterial, caso seja o resultado seja 14/9 duas vezes a pessoa é hipertensa. Caso a pressão seja medida em 13/8 há propensão ao desenvolvimento da doença.

Comente esta notícia

Dani Leiko 06/11/2011

Parece até uma ironia ler isso, tendo em vista que não somos uma capital tão grande assim, não vivemos como nas grandes capitais, não recebemos como eles, porém temos gastos semelhantes, se não maiores e ainda temos que nos estressar ao ponto de chegar a esse extremo. Não sou cuiabana, por naturalidade, mas por vivência, e faço parte desse 01 entre 03!!! =

1 comentários

1 de 1