Cuiabá, 05 de Outubro de 2022
logo

06 de Dezembro de 2013, 08h:01 - A | A

VARIEDADES / ROMANTISMO

Show do cantor Emmerson Nogueira será realizado nesta sexta-feira em Cuiabá

O cantor Emmerson Nogueira traz todo o seu romantismo para o palco do Centro de Eventos do Pantanal em show acústico

DA ASSESSORIA



Para os apaixonados de plantão, a noite de sexta-feira ( 6) será mais que especial. O cantor Emmerson Nogueira traz todo o seu romantismo para o palco do Centro de Eventos do Pantanal em show acústico. A noite terá também a arte do cantor Renato Vargas, interpretando sucessos da Música Popular Brasileira.

Conhecido por sua inconfundível voz rouca, Emmerson Nogueira apresenta um trabalho musical refinado, não apenas pela sua qualidade como intérprete, mas destacando-se também como multi instrumentista e produtor musical.

No repertório, canções como da banda Supertramp (“Breakfast in América” e “Dreamer”), Simon & Garfunkel (“Mrs. Robinson”), Pink Floyd (“Shine on You Crazy Diamond”) e Eagles (“Hotel Califórnia”). Uma das novidades é a música “Open Your Eyes” da banda Snow Patrol, gravada pela primeira vez por Emmerson Nogueira e sua banda.

Com novo álbum na bagagem, Emmerson também aposta no autoral, como composições próprias traduzidas nas instrumentais “Nucleus”, “Instrumental Viola” e “Doladodelá”, com destaque para a viola caipira. Aliás, a paixão do músico pelo instrumento de dez cordas está cada vez mais explícita no seu trabalho.

>> Clique aqui e participe do grupo de WhatsApp 

Em “You Are So Beatiful”, o arranjo de viola mostra a qualidade e sutileza da mistura do som folk e caipira com o pop rock internacional.

Mineiro, residente em São João Nepomuceno , nasceu em Belo Horizonte quando seus pais estavam morando na capital. Músico desde a adolescência, participou de vários festivais em parceria com compositores de sua cidade e região, vencendo muitos deles, com destaque para duas edições do Canta Minas, promovido pela Rede Globo Minas, em 1994 com a música "Mar de Mariana" de Pedro Paulo Mendes , e em 1995 com a música "Fim de Todas Canções" de própria autoria.

Em 2000, mudou-se para o Rio de Janeiro e assinou contrato com a editora Sony Music Publishing para trabalhar, inicialmente, como compositor. Em 2001, Emmerson Nogueira lançou seu primeiro CD pela gravadora Sony Music com o projeto Versão Acústica. O primeiro CD contou com releituras de artistas consagrados do Rock Internacional, como Supertramp, Pink Floyd, The Police, Eric Clapton e Joe Cocker, e atingiu a vendagem de mais de 100.000 cópias em alguns meses após o lançamento. Seguiu em frente com o projeto e lançou, até o ano de 2010, outros nove CD's e também dois DVD's pela Sony Music, todos contemplados com Disco de Ouro e alguns também com Disco de Platina. Em 2008, Emmerson construiu o Estúdio Versão Acústica, e em 2012, em parceria com a Sony Music Brasil, criou a Versão Acústica Records.

Renato Vargas - Se o violão, a partir dos anos 60, tornou-se o instrumento maior da sonoridade característica do que se passou a chamar MPB, o barzinho passou a ser o espaço onde músicos desse estilo buscavam o primeiro contato com a platéia. Ao mesmo tempo, funcionou como depositário de um repertório hoje já cristalizado, e totalmente reconhecido, como 'standards'. Qualquer um que quisesse ouvir (e cantar junto) aquela do Caetano, ou do Milton, do Djavan, quem sabe até do Geraldo, poderia dar uma passada no bar mais próximo que certamente teria seu pedido atendido por um músico que, apenas com seu violão em punho, destilaria as canções atualmente identificadas como 'de barzinho'.

Com a moda de videokês caseiros, e mesmo com a abertura de espaços segmentados para músicos populares, restou ao chamado som do barzinho alguns poucos lugares para apresentação. O charme das mesas de ferro, da cervejinha gelada, dos petiscos quentinhos e a possibilidade de acompanhar o cantor em altos brados ficaram um pouco de lado. Restou aos amantes da 'voz e violão', o novo fenômeno de vendas da indústria de discos brasileira: Renato Vargas.

Desconhecido da maioria do público brasileiro, com apenas seu violão, o carioca Renato Vargas gravou uma série de 10 discos com as músicas mais pedidas por seu público, conquistado em 25 anos de estrada nos bares do Rio de Janeiro. Para a surpresa de muitos, inclusive do próprio músico, a série intitulado O Som Do Barzinho vendeu mais de 2. 600.000 de cópias em todo o Brasil, fazendo com que seu autor recebesse 5 discos de ouro, um de platina. "Sempre tive vontade de gravar um disco com as músicas mais pedidas nos bares onde me apresentei, mas nunca pensei que fosse fazer tanto sucesso", afirmou Renato sobre sua repentina fama.

As vendas dos discos provocaram uma mudança na carreira do músico, cuja trajetória também conta com músicas gravadas por Beth Carvalho e Dominguinhos. Ele agora vem rodando o país inteiro com um show que teoricamente teria que ser feito nos 'bares da vida'. Renato Vargas em sua turnê 2013 segue com o sucesso de sempre em paralelo prepara seu décimo primeiro CD e o primeiro DVD.

Comente esta notícia