Cuiabá, 29 de Novembro de 2022
logo

22 de Dezembro de 2016, 10h:40 - A | A

VARIEDADES / SÍNDROME RARA

Mãe de menina doente ganha permissão para plantar maconha em casa

Cidinha e Fabio Carvalho descobriram em 2013 que o uso da cannabis poderia amenizar os sintomas da doença da filha Clárian

CATRACA LIVRE



A mãe de uma menina que sofre de Síndrome de Dravet recebeu autorização da Justiça para cultivar maconha em casa, com o objetivo de usar a planta no tratamento da filha.

Cidinha e Fabio Carvalho descobriram em 2013 que o uso da cannabis poderia amenizar os sintomas da doença da filha Clárian, uma síndrome rara que causa crises epiléticas e atraso no desenvolvimento psicomotor. Desde então, eles lutam para poder cultivar a planta e produzir o remédio para a menina em casa.

>> Clique aqui e participe do grupo de WhatsApp 

Sem dinheiro para comprar os remédios a base de CBD e THC liberados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Cidinha começou a produzir em casa o óleo de maconha para aliviar os sintomas de Clárian, que apresentou uma melhora significativa com o tratamento.

A família passou a viver na clandestinidade até que na última segunda-feira, 19, recebeu da a autorização para plantar a erva em quantidade suficiente para produzir o remédio que a menina necessita.

Ela compartilhou a novidade no Facebook:“Filha, obrigada pela força que nos move, seu remédio está garantido, sua saúde não pode mais ser violada.“, escreveu a mãe.

Comente esta notícia