facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 15 de Julho de 2024
15 de Julho de 2024

18 de Junho de 2024, 14h:58 - A | A

POLÍCIA / FACADAS NO PESCOÇO

VÍDEO: Criminoso alega que "perdeu a cabeça" ao descobrir que foi traído pela ex com seu irmão

A jovem foi esfaqueada diversas vezes na garganta pelo ex-namorado com quem teve relacionamento por 1 ano e seis meses

THIAGO STOFEL
REPÓRTERMT



O criminoso Matheus Martins Araújo, de 23 anos, que matou a facadas a ex-namorada Jhúlia Glezia Souza Neres, de 18 anos, disse em depoimento que descobriu conversas da ex-companheira com seu irmão, indicando uma possível relação entre eles, e por isso “perdeu a cabeça” e cometeu o crime. A jovem foi assassinada no último sábado (15) na frente de uma amiga da vítima, no município de Guiratinga. 

LEIA MAIS - Criminoso que matou ex-namorada a facadas durante ataque de ciúme é preso 

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Em depoimento, o criminoso conta que namorou com a jovem por um ano e seis meses, mas que estavam separados há pelo uma semana. Ele alega que o relacionamento de ambos acabou porque ele descobriu que ela estava o traindo com o irmão dele.

No sábado, ele conta que foi até a casa da mulher porque ficou irritado com as supostas traições. Durante bate-boca com Jhúlia, ele flagrou uma conversa dela com o irmão dele no celular.

“Ela já me traia há muito tempo. Aí eu fui até a casa dela, e quando eu descobri que ela estava se deitando com meu irmão. Eu cheguei, olhei o celular, vi ela chamando de amor, pedindo para dormir com ela e foi aí que eu perdi a cabeça e fiz o que fiz”, disse Matheus.

O criminoso foi preso na noite dessa segunda-feira (17), no município de Itiquira, cerca de 250 quilômetros de onde o crime ocorreu. A polícia ainda acredita que ele tenha tido ajuda de familiares.

Matheus Martins passou por audiência de custódia, ocasião em que a juíza Fernanda Mayumi, da Vara Única Criminal de Itiquira, verificou que a prisão ocorreu dentro da regularidade. Em seguida, ele será transferido para o município de Guiratinga, onde passará por uma nova audiência de custódia.

O crime

Jhulia foi morta em sua casa, na noite do sábado (15), no bairro Santa Cruz, com golpes de faca que atingiram o pescoço dela. Ela conversava com uma amiga, quando o criminoso invadiu a casa, tomou os celulares das duas jovens e começou a enforcar Jhulia, que tentou correr, mas foi impedida pelo assassino, que estava com uma faca.

Uma testemunha e amiga da vítima tentou segurar o assassino, quando a vítima pediu que ela corresse e procurasse a polícia.

A amiga da jovem conseguiu chamar ajuda, mas ao voltar à casa já encontrou o criminoso desferindo facadas contra a vítima e mesmo após ela cair, ele continuou golpeando-a e depois fugiu.

VEJA VÍDEO

Comente esta notícia