facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 21 de Junho de 2024
21 de Junho de 2024

21 de Novembro de 2022, 17h:58 - A | A

POLÍCIA / EM SURTO

Homem é morto a tiros após atacar PMs com faca; veja vídeos

O caso, que aconteceu no sábado (19) e foi presenciado por testemunhas que disseram que Lucimar Costa Machado, 48 anos, estava em surto psicótico há dias. 

THAÍS BEMFICA
DO REPÓRTER MT



Lucimar Costa Machado, 48 anos, foi morto a tiros após atacar várias pessoas e também uma guarnição da Polícia Militar, com uma faca, em Porto Alegre do Norte (1.125 km de Cuiabá). O caso, que aconteceu no sábado (19), foi presenciado por testemunhas que disseram que a vítima estava em surto psicótico há dias. 

Narra o boletim de ocorrência que, próximo a um posto de gasolina, o homem estava atacando pessoas que transitavam pela rua, usando um canivete. No local, os funcionários do estabelecimento informaram aos militares que o agressor havia seguido para o centro da cidade.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Lucimar foi encontrado pelos policiais em um canteiro central da rua, sujo de sangue e em posse de uma faca. Assim que recebeu ordem para soltar a arma e levantar as mãos, o homem teria atacado os policiais, dizendo coisas desconexas e gritando: "Vou matar vocês", em claro sinal de surto. 

Ainda segundo a ocorrência, os policiais se afastaram e pediram para que Lucimar também se afastasse, mas o homem continuou a ir para cima dos policiais, tentando golpeá-los. Os policiais revidaram o ataque com um disparo na altura das pernas e pés do homem, com o intuito de fazê-lo parar com as agressões.

Alguns disparos foram feitos até que Lucimar fosse atingido, mesmo assim ele continuou a agredir os militares até que caiu no chão. Após ser baleado, Lucimar foi socorrido e encaminhado ao Hospital Municipal de Porto Alegre do Norte ainda com vida, mas morreu momentos após dar entrada na unidade médica.

Câmeras de segurança registraram o momento da ação. Nas imagens é possível ver os militares atirando no chão, próximo aos pés de Lucimar, enquanto ele avança.

Aos policiais, um sobrinho revelou que Lucimar estava em surto há vários dias, dizendo que queriam lhe matar. E no dia em questão, teria tentado se jogar na frente de vários veículos. O sobrinho ainda contou ter se encontrado com o tio momentos antes e, ao perceber que ele tinha várias perfurações e cortes na cabeça, braços e mãos, pediu para que ele entrasse no carro, mas o homem se recusou, dizendo que se fosse para casa, iria morrer. 

Ainda segundo familiares, essa não foi a primeira vez que Lucimar teria tentado contra a sua vida e atacado pessoas.  

Veja as imagens:

Comente esta notícia