Cuiabá, 02 de Dezembro de 2022
logo

24 de Novembro de 2022, 10h:04 - A | A

POLÍCIA / PRESO POR ESTUPRO

Homem de 22 anos mantinha "relacionamento" com menina de 13, em Cuiabá

O suspeito se relacionava com a menor desde que ela tinha 12 anos e foi autuado em flagrante por estupro de vulnerável

DO REPÓRTER MT



Um homem suspeito de estupro de vulnerável contra uma menina 13 anos de idade, com quem mantinha um "relacionamento", foi preso em flagrante pela Polícia Civil, nessa quarta-feira (23.11), em ação da Delegacia Especializada de Defesa da Criança e do Adolescente (Deddica), em apoio ao Conselho Tutelar.

A menina, que estava desaparecida desde sexta-feira (18.11), quando saiu de casa falando que ia para escola e não voltou mais, foi localizada em uma residência no bairro Jonas Pinheiro, em Cuiabá. O suspeito, de 22 anos, confessou que estava na companhia da menor e foi autuado em flagrante por estupro de vulnerável.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

As diligências iniciaram após o Conselho Tutelar receber informações sobre o possível paradeiro da menina, que estaria na companhia do "namorado". Diante das informações, as equipes da Deddica e do Conselho Tutelar foram até a residência do suspeito no bairro Altos da Glória, onde encontraram apenas a mãe dele, que questionada, disse não saber de nada.

Enquanto as equipes estavam na residência, o suspeito chegou e também negou saber sobre o paradeiro da menor, porém, após algum tempo, confessou que estava com ela em outra casa, no bairro Jonas Pinheiro.

Em continuidade às diligências, os policiais foram até o local, onde encontraram a menina em ambiente degradante, dentro de um quarto onde só havia um colchão. Em conversa com a equipe psicossocial da Deddica, a menor revelou que havia passado a noite com o suspeito e que pela manhã ele saiu para trabalhar e a deixou sozinha no local.

Diante dos fatos, o suspeito foi conduzido à Deddica, onde após ser interrogado, foi autuado em flagrante pelo crime de estupro de vulnerável. No interrogatório, ele confessou que conhecia a menor desde que ela tinha 12 anos, porém só quando ela completou 13 anos, teve relações sexuais com ela.

Comente esta notícia