facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 27 de Maio de 2024
27 de Maio de 2024

29 de Setembro de 2010, 14h:45 - A | A

POLÍCIA /

Ex-segurança muda depoimento, chora e assume agressões

Tvca



Da Redação

Já está em andamento o segundo dia de julgamento dos acusados de matar o vendedor ambulante Reginaldo Donnan Queiroz. O primeiro a ser ouvido foi o ex-segurança Ednaldo Belo.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Depois de negar perante a justiça de que teria agredido a vítima, Belo voltou atrás e no depoimento de hoje confessou o crime. Também admitiu que bateu em Reginaldo com chutes e acusou o Colega Jefferson Medeiros. “Dei dois chutes nas pernas dele. O Jefferson ficou desferindo golpes no rosto dele, deu chutes. Ele (Reginaldo) cuspia na parede, cuspia sangue”.

Belo também revelou que a historia de que Reginaldo teria tentado matar os seguranças não passou de uma mentira. “O estilete foi plantado. Eu vim aqui para falar a verdade”. Ele conta ainda que a ideia de jogar Reginaldo em um container foi de Medeiros e que os dois policiais que atenderam a ocorrência permitiram. 

Os quatro réus respondem por homicídio triplamente qualificado. Ednaldo Rodrigues Belo, Jorge Dourado Nery, Valdenor de Moraes e Jefferson Lima Medeiros são julgados desde ontem.

Comente esta notícia