facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 23 de Junho de 2024
23 de Junho de 2024

06 de Novembro de 2022, 15h:04 - A | A

PODERES / BLOQUEIOS EM RODOVIAS

Ministério oferece apoio da Força Nacional a MT: “Direito de manifestar é sagrado, mas de ir e vir também é”

Governo do Estado vai analisar a necessidade de ajuda nos próximos dias

EUZIANY TEODORO
APARECIDO CARMO



O secretário Nacional de Segurança Pública do governo federal, Carlos Paim, esteve hoje em Mato Grosso e ofereceu o apoio da força nacional de segurança para conter os bloqueios de estradas no Estado, que acontecem desde a eleição à Presidência da República, no dia 30 de outubro.

Em coletiva à imprensa na tarde deste domingo (6), em Cuiabá, Paim explicou que o objetivo é deixar a capacidade federal a postos para um trabalho conjunto.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

“O grande propósito de nós estarmos aqui é saber como, eventualmente, nós podemos trabalhar juntos, de contribuir. Essa nossa vinda vem com essa finalidade: de estarmos à disposição e também fazer com que os direitos constitucionais sejam garantidos, tanto da manifestação, quanto do direito de ir e vir”, explicou Paim.

Alexandre Bustamante, secretário de Estado de Segurança Pública, afirmou que vai analisar a atual situação, para decidir se o envio da força nacional será necessário, tendo em vista que hoje a situação está sob controle, segundo ele.

“O Ministério da Justiça ofereceu a força nacional. Nós vamos avaliar a ajuda do Ministério da Justiça, de acordo com a nossa necessidade, até porque as tropas estão no limite, todo mundo está trabalhando sem folga. Essa resposta não foi dada ainda, mas a oferta já chegou para a gente”, explicou.

O secretário destacou que nenhum ponto está bloqueado neste domingo e isso será mantido nos próximos dias.

“Aqui em Mato Grosso, por mais tensionado que já esteve, hoje está mais tranquilo, sob controle. Por enquanto, a gente está conseguindo, de forma harmônica e integrada, dar uma resposta muito positiva sobre os bloqueios nas estradas, na relação com os manifestantes. Para nós é muito importante isso: o direito de manifestar é constitucional, mas o direito de ir e vir também é. Não dá para gente sopesar qual é o mais importante. O mais importante é que todo direito constitucional seja garantido”, finalizou.

Comente esta notícia

NESTOR MAYER 06/11/2022

O governo de MT Está de acordo com a balbúrdia. Por exemplo o secretáriovdiz que o direito de manifestação é constitucional, aí eu pergunto: 4:00 da madrugada as carretas transitando pela av do CPA promovendo o maior buzinando não pode ser legal. Tem idosos , crianças e doentes precisando dormir. Isso não é manifestação, isso é atentado criminoso. E o Estado conivente.

positivo
0
negativo
0

1 comentários

1 de 1