Cuiabá, 30 de Janeiro de 2023
logo

28 de Dezembro de 2014, 11h:08 - A | A

PAPO RETO / MORTE DE SOLDADO

Réu em ação por tortura em treinamento, PM é promovido a major

DA REDAÇÃO



O capitão da Polícia Militar, Dulcézio Barros Oliveira, foi promovido a major da corporação. Ele responde a processo na Justiça pelo crime de tortura seguida de morte do soldado alagoano Abinoão Soares de Oliveira durante um treinamento em Manso. A morte ocorreu no dia 24 de abril de 2010. Ele veio para Cuiabá para participar de um treinamento para Tripulante Operacional Multi-Missão (TOM-M), mas o soldado morreu após levar um 'caldo' proposital na lagoa na qual era feita uma atividade de resistência.

O decreto que determina a promoção do oficial, por critério de antiguidade, foi publicado no Diário Oficial do estado que circulou na terça-feira (23), com assinatura do governador Silval Barbosa, e já vale desde o Natal. Lembrando que a pena para o crime de tortura seguida de morte é de 8 a 16 anos de prisão.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Comente esta notícia

MT 28/12/2014

DEIXE O HOMEM SER FELIZ. COM CTZA PASSOU NA FRENTE DE MUITOS MAIS ANTIGO, AGORA FICAM QUERENDO O SEU MAL........ CURTA E SEJA FELIZ

1 comentários

1 de 1