Cuiabá, 03 de Fevereiro de 2023
logo

28 de Novembro de 2014, 09h:50 - A | A

PAPO RETO / O SILÊNCIO DOS INOCENTES

Regenold não comenta abertura de processo que pode resultar em demissão

DA REDAÇÃO



O promotor de justiça Marcos Regenold Fernandes preferiu não comentar sobre o relatório feito pela Corregedoria do Ministério Público Estadual, que solicita a abertura de procedimento disciplinar que pode resultar na demissão dele, mas ressaltou que o procedimento é sigiloso e quem o vazou cometeu um crime. 

“Quem vazou cometeu crime. É um procedimento sigiloso e não vou comentar algo sigiloso”, afirmou o promotor, que foi um dos alvos da quinta fase da operação Ararath, deflagrada pela Polícia Federal em maio deste ano. Ele é acusado de manter relações escusas com o ex-secretário Eder Moraes, que está no centro da investigação. Com Diário de Cuiabá

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Comente esta notícia