Cuiabá, 31 de Janeiro de 2023
logo

20 de Novembro de 2014, 09h:58 - A | A

PAPO RETO / MAMATA ACABOU

Júlio expõem 'situação difícil' de ex-governadores com fim de pensão

DA REDAÇÃO



Indignado com a suspensão da pensão vitalícia dos ex-governadores de Mato Grosso, o deputado federal Júlio Campos (DEM) acabou expondo a vida pessoal de dois ex-chefes do Executivo. A decisão de acabar com a mamata foi da juíza Célia Regina Vidotti da Vara de Ação Civil Pública e Ação Popular. De acordo com ele, Frederico Campos, que governou entre os anos de 1979 a 1983, e Pedro Pedrossian, entre 1966 a 1971, estão com sérios problemas de saúde e de ordem financeira. Júlio disse que vai recorrer da decisão para ajudar os colegas, mas ele mesmo, não precisa. 

“Pra mim, não faz diferença, mas para a Fundação faz, e eu sou solidário aos outros governadores, como o doutor Frederico Campos, por exemplo. Quero saber quem vai ajudar um homem de 87 anos, que está praticamente sem andar, nunca roubou, nunca fez um Governo desonesto e não tem aposentadoria. Depende disso pra viver. Quem vai ajudar doutor Pedro Pedrossian, que foi o maior governador deste Estado, hoje com câncer na próstata, cego de diabetes e numa cadeira de rodas? Ele necessita deste dinheiro, para contratar enfermeiros que cuidem dele. Acho injusto”, declarou Júlio. 

Cabe aí uma pergunta: se a pensão não faz diferença para JC, por que não doou seus benefícios para esses colegas antes que ela acabasse?  Será que, só agora, o deputado descobriu a penúria dos colegas?  



>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Comente esta notícia

Josi 21/11/2014

Já q ele é solidário pq não paga pra eles o q eles precisam? E outra coisa; Pq nós q pagamos os nossos impostos temos q nos lascar qdo precisamos de uma ajuda como essa? Pq temos q contar com o serviço do SUS e ele não? Mande ele ir pra fila do SUS pra ter uma noção de como somos tratados, nós damos o dinheiro pra eles e não usufruímos. Cadê a conta gorda dos dinheiros q levaram com os asfaltos do bairros q contam como asfaltados no mapa do governo, divida um pouco com ele sabemos q tem muito, não só ele como o irmão dele tbm, estamos jogados numa cidade pacata não por não termos condições de arrumar a nossa cidade, e sim por causa da indecência e corrupção infinita q eles mesmo nos colocou, e agora ainda quer mais? Venda uma das fazendas dele e reparta com os q estão" necessitados", já q ele está pousando de generoso.

1 comentários

1 de 1