facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 19 de Julho de 2024
19 de Julho de 2024

25 de Setembro de 2017, 15h:08 - A | A

PAPO RETO / SERVIDORA DO TCE

Antonio Joaquim pede ao STF liberação para falar com esposa

DA REDAÇÃO



O conselheiro afastado do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Antônio Joaquim, enviou ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, pedido para que possa continuar a ter contato com a mulher, Tânia Isabel Moraes, servidora cedida ao TCE.

Na determinação de afastamento, Fux proibiu contato de Antonio Joaquim com servidores do Tribunal. O conselheiro foi afastado do cargo no último dia 14 de setembro, no decorrer da Operação Malebolge.

Tânia é professora da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), cedida ao gabinete da Presidência do TCE, onde o conselheiro atuava. Ela recebia remuneração da Seduc, o que não incorre em nepotismo.

Antonio Joaquim também pediu que Fux reveja a decisão de afastamento, alegando que o pedido da Procuradoria-Geral da República é uma "violência jurídica". Na ação de Fux, também foram afastados os conselheiros José Carlos Novelli, Waldir Teis, Valter Albano e Sérgio Ricardo.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Comente esta notícia