Cuiabá, 31 de Janeiro de 2023
logo

30 de Dezembro de 2014, 09h:51 - A | A

OPINIÃO /

Forças desconhecidas

Quem um dia ainda não seguiu por caminhos incertos?

WILSON CARLOS FUÁ



Não devemos deixar de dedicar nossos esforços para estar entre os vencedores, mas acima de tudo devemos também respeitar aqueles que merecem honraria de ser um lutador, muito antes de ser entendido como subordinação, essa ação, também faz parte do culto aos heróis anônimos, que  não são reconhecidos ou que muitas vezes são ignorados pelos ingênuos da objetividade, pois muitos não entende que somos a somatória de todas as nossas vontades e ações. O importante é seguir através dos nossos próprios  passos, abrindo novos caminhos e a nossas maneiras, escrevendo as nossas próprias histórias, vivido através dos nossos momentos que na verdade são nossos, porque devemos sim, comemorar as nossas vitórias mesmo que as vezes sejam tão pequenas.

Apaixonar é estar no estágio de atração incontrolável, que às vezes nos tira a razão dos sentidos, essa sensação de bem estar, são percebidas nos olhares transmitidos pelo brilho de quem está amando, pois nessa mescla de fusão de todo sistema material que fazem parte da tabela periódica, seguirá deixando vestígio de uma força que foca todos os nossos desejos no extraordinário, e isso faz com que seguimos por aí, correndo atrás de  objetivos que harmonizam a fusão de dois universos em um único caminho, pois é a paixão que faz perpetuar as espécies e nesses voos, podemos até queimar algumas penas das nossas asas, mas o melhor mesmo é arriscar; o arrependimento por algo que não se tentou, é pior do que o sentimento de errar tentando acertar.

Quem um dia ainda não seguiu por caminhos incertos?

Todos nós já passamos por isto. Quando amamos  ou desejamos com intensidade de um sentimento verdadeiro e acreditamos do fundo de nossa alma em algo, nossos sentimos ficam mais fortes do que o próprio mundo, e nesse momento é que somos tomados de uma serenidade que vem da certeza de que nada poderá vencer a nossa fé.

Esta força às vezes desconhecida, é que  faz com que sempre tomemos as decisões certas, na hora exata, e quando atingimos os nossos objetivos,  ficamos surpresos com nossa própria capacidade.

Feliz 2015

Economista Wilson Carlos Fuah – É Especialista em   Recursos Humanos e Relações Sociais e Políticas.

>>> Siga a gente no Twitter e fique bem informado

Comente esta notícia