facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 21 de Junho de 2024
21 de Junho de 2024

24 de Dezembro de 2022, 06h:06 - A | A

OPINIÃO / LICIO MALHEIROS

Então é Natal!



O Natal é a festa Cristã mais esperada e desejada por nós, pois simboliza o nascimento do menino Jesus em uma manjedoura, lugar usado para alimentar os animais; na verdade, trata-se de um estábulo propriamente dito.

Seu nascimento em uma manjedoura denota simplicidade, humildade e mais do que isso, o desprendimento dos recursos materiais.

Em função de o menino Jesus ter nascido em uma manjedoura, da origem a criação do presépio, o termo presépio vem do latim “praesaepe” que significa: curral estábulo, em uma gruta onde nasceu o menino Jesus.

O precursor da criação do presépio, segundo a Igreja Católica; foi São Francisco de Assis, que em 1223 montou em uma gruta em Gréccio, na Itália, a encenação da Natividade com o objetivo de ensinar aos fieis a importância do Natal.

O simbolismo do Natal está ligado diretamente à família, que tem como definição: agrupamento humano formado por duas ou mais pessoas com ligações biológicas, ancestrais, legais ou afetivas, que geralmente vivem ou viveram na mesma casa.

Todos os anos escolho uma família para homenagear, desta feita, a família homenageada será a família Silva; que para mim tem um significado especial, uma família com princípios básicos pautados: na fé em Deus, amor, compreensão, amor ao próximo e principalmente união.

Esta linda família tem como progenitores os senhores: Carlos Roberto Mello da Silva e a senhora Ilza Almeida Silva.
Esta família maravilhosa traz consigo, uma história de vida que beira a um conto de fadas.

A senhora Ilza, cuiabana de chapa e cruz, quando jovem foi estudar no Rio de janeiro, ingressando em uma faculdade na qual graduou-se em Enfermagem.

Como o desígnio de Deus é algo que não podemos prevê-lo ou mudá-lo; a senhora Ilza precisou mudar-se para Brasília para atuar em sua tão sonhada área de formação acadêmica, agora, na condição de Enfermeira ajudando salvar vidas.

Nesse período da sua vida, conheceu o senhor Sergio, natural do Rio Grande do Sul, iniciaram um namoro depois se casaram, tiveram duas filhas lindas: Thais Almeida Diamantino e Esther Almeida da Silva Xavier.

As filhas deram ao casal, três lindos netos, Caio Augusto e Helena são filhos da Thais e Augusto Xavier é filho da Esther.

Este enlace matrimonial já perdura por 47 anos; como todo casal tem seus altos e baixos, porém sempre pautados no amor ao próximo e, principalmente nos princípios religiosos que norteiam esta família abençoada por Deus.

Esperamos que neste Natal, as pessoas possam ser mais humanas, do que: vaidosas, orgulhosas, egocentristas, mesquinhas, individualistas, prepotentes e por aí vai.

E que as pessoas possam derrubar os muros, não apenas os físicos, também, aqueles que se instalaram, em nossos corações, que nos impediram de dizer ao próximo, aos nossos irmãos: te amo, gosto de você, me perdoe.

Através de um pequeno gesto, poderemos nos tornar pessoas melhores, de bom coração e que tenhamos em nossos semelhantes, a imagem do Nosso Senhor Jejus Cristo, nosso criador.

A música, Marcas do Que Se Foi, retrata bem o espírito natalino, vamos decliná-la.

“Este ano quero paz no meu coração, quem quiser ter um amigo, que me dê à mão. O tempo passa e com ele, caminhamos todos juntos, sem parar, nossos passos pelo chão vão ficar. Marcas do que se foi sonhos que vamos ter, como todo dia nasce, novo em cada amanhecer.......”

Feliz Natal!!!!!!!!!!

Licio Antonio Malheiros é geógrafo e professor.

 

 

 

 

 

 

>>> Siga a gente no Twitter e fique bem informado

Comente esta notícia