facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 15 de Julho de 2024
15 de Julho de 2024

21 de Junho de 2024, 12h:00 - A | A

OPINIÃO / MAX LIMA

Como reduzir o risco de comprometimento cognitivo, doença de Alzheimer e demência

MAX LIMA



Pesquisadores de todo o mundo têm estudado uma variedade de fatores diferentes que podem reduzir esses riscos e manter o cérebro saudável.

Sabemos que a dieta mediterrânea é benéfica. Que consiste no consumo de Peixe ,Azeite,Abacates,Frutas,Vegetais,Feijão. Grãos integrais ,Vinho tinto com moderação.

Mas se você gosta de todos esses alimentos, então você tem todas as informações necessárias para comer uma dieta saudável para o cérebro. Por outro lado, se você não é louco por tudo na lista, talvez prefira comer apenas os componentes mais importantes. Os pesquisadores, de fato, têm tentado determinar as partes-chave dessa dieta há vários anos.

Por exemplo, um estudo publicado em 2015 e atualizado em 2018 comparou idosos saudáveis que seguiram uma dieta mediterrânea com azeite extra ou nozes extras versus uma dieta de controle com redução de gordura.

Os grupos de dieta mediterrânea aprimorada se saíram igualmente bem, e ambos tiveram melhores resultados de desempenho cognitivo do que o grupo de dieta reduzida em gordura. Nenhum estudo, no entanto, foi capaz de determinar os componentes críticos da dieta mediterrânea que a tornam tão boa para o seu cérebro — até agora.

Notícias novas. ….Um novo estudo …

Pesquisadores dos Institutos Nacionais de Saúde Americano publicaram recentemente um estudo que avaliou os estilos de vida de mais de 7.750 participantes seguidos durante cinco a 10 anos.

Os participantes preencheram questionários para determinar seus hábitos alimentares e tiveram testes cognitivos de memória, linguagem e atenção administrados por telefone. Eles usaram esses dados para determinar os fatores dietéticos mais importantes para reduzir o risco de comprometimento cognitivo, bem como os fatores dietéticos mais importantes para diminuir o risco de declínio cognitivo.

Comprometimento cognitivo X declínio cognitivo
Vamos tirar um momento para descompactar esses termos. Digamos que você queira saber qual é o seu risco daqui a 10 anos.

A cognição é uma maneira abreviada de dizer pensamento, memória, linguagem, atenção, visuoespaciais e outras habilidades mentais.

Seu risco de comprometimento cognitivo é o risco de que, daqui a 10 anos, sua cognição seja pior do que a de seus pares.

Seu risco de declínio cognitivo é o risco de que, daqui a 10 anos, sua cognição seja pior do que é agora.

O que os pesquisadores encontraram? O peixe foi o fator dietético mais importante na redução do risco de comprometimento cognitivo. Os vegetais foram o segundo melhor, e todos os outros alimentos apresentaram efeitos menores e insignificantes.

Além disso, de todos os alimentos avaliados, apenas o peixe estava associado a um menor risco de declínio cognitivo. Comer peixe reduziu o risco de comprometimento cognitivo e declínio cognitivo.

A lição para levar para casa

Para reduzir o risco de comprometimento cognitivo e declínio, coma uma dieta de estilo mediterrâneo, incluindo peixe, várias vezes por semana. Há muitos peixes bons para comer, incluindo cavala do Atlântico, robalo preto, bagre, amêijo, bacalhau, caranguejo, lagosta, linguado, arinca, lagosta, salmão, sardinha, vieiras, camarão, skate, linguado, lula, tilápia, truta e atum leve enlatado.

Apenas tenha cuidado com peixes que podem ter altos níveis de mercúrio, como espadarte e atum patudo; esses peixes só devem ser comidos ocasionalmente.

Sua mãe estava certa

Sua mãe já te disse que o peixe era bom para você? O meu sim. Na verdade, ela sempre dizia: “O peixe ajuda você a pensar.” Ela sabia disso o tempo todo; a comunidade científica levou apenas 50 anos para alcançá-la e provar isso.

Max Lima é médico especialista em cardiologia e terapia intensiva, conselheiro do CFM, ex-presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia de Mato Grosso(SBCMT), Médico Cardiologista do Heart Team Ecardio no Hospital Amecor e na Clínica Vida Diagnóstico e Saúde. CRMT 6194

>>> Siga a gente no Twitter e fique bem informado

Comente esta notícia