Cuiabá, 29 de Janeiro de 2023
logo

04 de Novembro de 2014, 09h:46 - A | A

NACIONAL / SÃO PAULO

Empresário morto ao saltar de carro em movimento gostava de armas e velocidade

R7



O empresário Bruno Facchineli, de 31 anos, que morreu após se jogar de um carro em movimento para fugir de bandidos, na rodovia Presidente Dutra, em Guarulhos, na Grande São Paulo, gostava de armas e de velocidade. Uma de suas armas, inclusive, foi encontrada pelos criminosos que pensaram que a vítima era policial.

O empresário costumava postar em redes sociais várias fotos que tirava enquanto dirigia. Em algumas imagens, é possível ver que o tacógrafo marcava mais de 200 km por hora

Facchineli também era atirador profissional e registrava vários momentos durante os treinos com as armas. Ele treinava com armas de diversos calibres e as colecionava

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Segundo a polícia, na noite de sábado (30), Facchineli estava com a namorada, uma estudante de 21 anos, dentro de seu carro - um Lancer vermelho -, no momento da abordagem dos criminosos

Quando ele acessou a rodovia no sentido da capital, sentiu um impacto na parte de traseira de seu veículo. O casal desceu do carro para ver se havia algum dano

Neste instante, outro automóvel parou ao lado do carro do empresário e três homens, sendo que um deles estava armado, saíram do veículo e ordenaram que o casal entrasse no carro do empresário. Um dos suspeitos assumiu a direção enquanto os outros vasculhavam o carro

divulgação

empresario morto 3.png

Bruno Facchineli

Os criminosos encontraram uma caixa com uma pistola 40 milímetros pertencente ao empresário. Os bandidos questionaram se ele era policial e diziam que iriam matá-lo. Para escapar, a vítima se jogou do carro em movimento. Em seguida, os suspeitos obrigaram a estudante a sair do veículo e fugiram

A mulher pediu ajuda a um motorista que passava pela rodovia, que a deixou em um posto policial. O carro do empresário foi encontrado abandonado e o rapaz caído na rodovia

Facchineli foi levado a um hospital da região, mas não resistiu aos ferimentos. Os objetos do empresário, como carteira, um coldre e o celular também foram encontrados. O caso foi registrado como roubo no 2º Distrito Policial de Guarulhos

divulgação

empresario dois.jpg

 

Comente esta notícia