Cuiabá, 27 de Novembro de 2022
logo

18 de Novembro de 2016, 14h:40 - A | A

GERAL / ALERTA LARANJA

Temporal pode atingir Baixada Cuiabana nesta sexta-feira

A situação de alerta foi confirmada pela Defesa Civil. O risco permanece até às 23h59 desta sexta-feira. A incidência pode ocasionar alagamentos nas regiões próximas ao Rio Coxipó.

IZABELA FAUSTINO



A Defesa Civil de Mato Grosso confirmou ao , o "Alerta Laranja" que foi emitido, nesta sexta-feira (18), pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o qual aponta que até às 23h59 há risco de que a Baixada Cuiabana seja atingida por chuva de forte intensidade. Também há a previsão de declínio na temperatura, que pode ser de três a cinco graus. Os ventos podem ser acima dos 25km/h.

A situação é preocupante já que a incidência de fortes chuvas ocacionaram a elevação do nível do Rio Coxipó. Nesta semana, casas que ficam próximas ao rio foram alagadas, em Cuiabá. O alerta climático aponta também o risco de que a situação piore e aumente o número de atingidos.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Desde o início da manhã desta sexta-feira, em Cuiabá, a população da capital se atenta para os sinais de temporal, já que o céu permaneceu totalmente encoberto na maior parte do dia.

CAOS CUIABANO

O último temporal que atingiu a capital cuiabana, ocorreu no dia 9 de novembro e deixou rastro de destruição em grande parte da cidade.

Além dos já corriqueiros alagamentos que ocorrem em pontos como o Viaduto da UFMT, na Avenida Fernando Corrêa da Costa, que impede a circulação de veículos, Cuiabá também registrou alagamentos em pontos de grande movimentação como a Avenida Beira Rio. 

Grandes congestionamentos, queda de árvores, que atingiram motocicletas e carros que foram cobertos pela água, também foram registrados.

Os temporais tem sido recorrentes. O penúltimo registrado em Cuiabá foi no dia 26 de outubro.

ALAGAMENTO

Ao menos 10 casas, no Bairro Residencial Acácias, foram alagadas pelas águas do Rio Coxipó. Os moradores relataram que a água invadiu rapidamente as casas, tanto que nem conseguiram salvar seus móveis. As famílias temem que a continuidade das chuvas ocasione uma enchente e as perdas sejam de proporção bem maior.

Saiba mais:

 

Forte chuva inunda casas e moradores perdem móveis em Cuiabá

Comente esta notícia