facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 23 de Junho de 2024
23 de Junho de 2024

08 de Novembro de 2022, 08h:33 - A | A

GERAL / FOMENTO À ECONOMIA

Ferrovia Estadual Senador Vicente Vuolo: Emanuel reforça compromisso de fortalecer os eixos do desenvolvimento econômico e social

A reunião aconteceu na manhã desta segunda-feira (7), no Palácio Alencastro, e teve como finalidade iniciar as tratativas para o levantamento de dados, com a intenção de prospectar as informações necessárias de viabilidade.

DO REPÓRTER MT



O prefeito Emanuel Pinheiro se reuniu, na manhã desta segunda-feira (7), no Palácio Alencastro, com representantes da empresa Synergia Socioambiental e equipe governamental para tratar dos reflexos positivos mediante o traçado da Ferrovia Estadual Senador Vicente Vuolo, que terá um terminal ferroviário instalado em Cuiabá. A reunião teve como finalidade iniciar as tratativas para o levantamento de dados, com a intenção de prospectar as informações necessárias de viabilidade. Um dos focos é o de fortalecer os eixos do desenvolvimento econômico e social, além do fomento à geração de emprego e renda.

O chefe do Executivo Municipal enfatizou que desde o anúncio da obra em Mato Grosso, a estrutura transformou-se em um grande sonho da população cuiabana. Segundo ele, a Prefeitura de Cuiabá irá ofertar, até 2024, todo o suporte para que consolidação do novo sistema de transporte.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

"Vamos fazer tudo que for necessário, deixando mais esse legado para nossa gente. Nosso sonho é que avance ainda em nossa gestão, que se encerra em dezembro de 2024, mas sabemos que há todo um trabalho árduo por trás desse grande projeto, no entanto, que possamos dar passos largos até lá. Todo o processo para balizar estudos será realizado com total apoio e facilidade por parte da Prefeitura de Cuiabá", disse em seu pronunciamento.

O secretário de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico e presidente do Fórum Pró-Ferrovia na cidade, Francisco Vuolo, fez um breve balanço do encontro. "Discutimos o terminal ferroviário da capital e o local para que seja fixado, na Região Sul. A expectativa da gestão Emanuel Pinheiro é contribuir ao máximo, com informações e condições, para que o mais rápido possível, o prazo contratual de cinco anos, sejam cumprido com antecedência e termos o apito do trem soando a todos os cuiabanos e mato-grossenses", frisou.

Maurício Mirra e Roberto Matias, ligados à instituição privada contratada pela Rumo Logística - responsável pela construção, implantação e exploração da Ferrovia, pontuou que a inicialmente, o roteiro consiste na elaboração de plano de mitigação, com a participação de todos os municípios envolvidos. "Vamos mapear os impactos e apresentar para a Rumo, na linha de desenvolvimento e apresentar para o Rumo. A ideia é futurar desde o início, desde as chegadas até saídas, preenchendo eventuais lacunas", explicou.

A perspectiva é do aumento na competitividade dos produtos produzidos na região, em razão da redução do custo do frete, potencializando a indústria e o comércio local, convertendo-se em um marco na infraestrutura do país, com mais de 700 de estrada de ferro entre Cuiabá, passando por mais de 16 municípios, impulsionando a geração de mais de 230 postos de trabalhos nos próximos anos, em destaque como o principal corredor de escoação de grãos no Brasil. A previsão é que a obra seja iniciada em até seis meses após a emissão da licença ambiental de instalação e que o Terminal de Cuiabá seja concluído até o 2º semestre de 2025.

Estiveram presentes, o secretário de Governo Luís Claudio Sodré, secretário-adjunto do Instituto de Planejamento de Desenvolvimento Urbano (IPDU), Márcio Puga, secretário de Habitação e Regularização Fundiária, Leonardo Leão, secretária de Educação, Edilene Machado, secretária-adjunta de Educação, Débora Marques, secretário de Mobilidade Urbana Juares Samaniego, secretário de meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano Sustentável, Renivaldo Nascimento, secretária-adjunta de Meio Ambiente Ana Paula Morelli e a secretária de Saúde Suellem Aliend.

Comente esta notícia