facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 17 de Julho de 2024
17 de Julho de 2024

24 de Outubro de 2017, 18h:03 - A | A

GERAL / PARALISAÇÃO SUSPENSA

Agentes penitenciários retomam atividades em presídios de MT

A categoria retomou as atividades após reunião com o secretário da Casa Civil, Max Russi, no Palácio Paiaguás, nesta terça-feira (24).

CAMILA PAULINO
DA REDAÇÃO



O Sindicato do Sindicato dos Servidores Penitenciários (Sindspen) suspendeu, nesta terça-feira (24), a paralisação dos serviços nas unidades prisionais do Estado, que ocorria desde o último sábado (21).

A categoria retomou as atividades após reunião com o secretário da Casa Civil, Max Russi, no Palácio Paiaguás.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Ao o presidente do Sindspen, João Bastista falou que a “operação padrão” seguiria até que o Governo se reunisse com a categoria, o que ocorreu pela manhã. Segundo ele, o principal assunto tratado na reunião foi sobre a proposta de reajuste salarial dos servidores do Sistema Penitenciário.

“A gente tinha combinado de manter o sistema de operação padrão até sermos atendidos pelo Estado e hoje conversamos com a Casa Civil que nos informou que está impedida de estar mexendo na tabela salarial por enquanto, mas pediu um prazo até segunda para nos informar o que foi resolvido junto à PGE [Procuradoria Geral do Estado]” disse o presidente.

O movimento de “operação padrão” foi suspendo até a próxima assembleia dos servidores, agendada para a tarde de quarta-feira (25), quando irão definir quais serão os próximos passos.

Greve ilegal

O desembargador João Ferreira Filho, do Tribunal de Justiça, declarou ilegal a greve dos agentes penitenciários de Mato Grosso e determinou o fim imediato da paralisação, sob pena de multa diária de R$ 50 mil.

A decisão em caráter liminar atende ao pedido do Governo e em caso de descumprimento é o Sindspen que vai arcar com as despesas.

Leia mais

Agentes prisionais mantêm suspensas escoltas e visitas a presos

Justiça manda agentes penitenciários voltarem ao trabalho; multa é de R$ 50 mil por dia

Agentes penitenciários suspendem visitas e cobram aumento salarial

 

Comente esta notícia