Cuiabá, 08 de Fevereiro de 2023
logo

26 de Novembro de 2022, 16h:00 - A | A

DICAS DO BALU / TURMA HIPOPROTEICA

Creatina e dieta sem carbo não estão associadas a problemas renais

Balu explica como deve ser feito o consumo da creatina e dieta hiperproteica

LEANDRO MAIA
DO REPÓRTER MT



O nutricionista Danilo Macena (Balu) afirmou que o aumento dos marcadores de ureia e creatinina não necessariamente indicam que o paciente possa estar com algum problema renal. Em entrevista ao Repórter MT, Balu existe uma preocupação, por parte alguns médicos, em que, até mesmo, a suspensão das atividades físicas é recomendada.

No entanto, o especialista em nutrição esportiva, garante que se a suplementação com creatina e dieta hiperproteica, for feita base em um dietético, o paciente não corre risco de alterações.

"O paciente com dieta hiperproteica vai dar alterações nos exames laboratoriais, principalmente, na ureia e creatinina. Se é um profissional que não conhece a fundo esse assunto, ele pode assustar achando que é um problema renal", explica.

Para eliminar qualquer dúvida, Balu orienta que é preciso fazer exames complementares como sódio, potássio e de imagens para saber se realmente existe uma alteração e não apenas alterações na ureia e creatinina.

O consumo de creatina é outro fator que, associado a uma dieta hiperproteica, pode também apresentar alterações nos exames de ureia e creatinina. "Isso não quer dizer que a pessoa está com problema renal", ressalta.

Durante a entrevista Balu comentou sobre um caso real de suspeita de problema renal.

Veja na integra:

Comente esta notícia