facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 15 de Julho de 2024
15 de Julho de 2024

12 de Junho de 2024, 16h:11 - A | A

CONEXÃO PODER / QUER RESPONSABILIZAR PMS

Defensoria vai acionar MP e Direitos Humanos por agressão contra defensora: "Houve violência por ela ser mulher"

A Defensoria Pública acusa que policiais militares agrediram uma defensora durante exercício da atividade dela, em momento de desocupação de terra.

DO CONEXÃO PODER



Em entrevista ao Conexão Poder, a defensora pública geral de Mato Grosso, Luziane Castro, disse que além de representar na Polícia Militar, o órgão estatal também irá acionar o Ministério Público e a Comissão Nacional de Direitos Humanos contra os policiais que são acusados de agir de forma truculenta e agredir uma defensora pública, enquanto ela prestava atendimento em uma área de desocupação de terra. Na entrevista ela ainda acusa que houve violência de gênero.  

“A gente está cobrando as responsabilizações necessárias porque nós temos muito claro que houve sim arbitrariedade por parte daqueles policias que estavam ali naquela operação e a gente quer a responsabilização dessas pessoas. Houve lesão corporal e a gente entende que houve também essa violência pelo fato de ela ser mulher. Acho que se fosse homem o comportamento seria muito diferente”, ressaltou Luziane comentando que em situações semelhantes não houve agressão a defensor homem.

 A defensora geral diz que a colega teve o cabelo puxado e o rosto ferido, além de ter sido presa de forma arbitrária. Luziane destaca ainda que houve abuso de autoridade e nega que a defensora estivesse incentivando a invasão de terras, mas sim atendendo a um chamado popular.  

Veja o vídeo:

 

Assista a entrevista na íntegra:

Comente esta notícia